Maratona Espiritual é finalizada com sucesso (clone 6)

 

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso

Igreja Unasp SP finaliza série de vigílias com sensação de dever cumprido

Por Bruna Rocha – São Paulo
15 de dezembro de 2020, às 08h03

No sábado (12), a Igreja Unasp SP finalizou sua “Maratona Espiritual” com diversos convidados e alta audiência virtual. O escritor e jornalista Michelson Borges, além de descrever seu sentimento de “pequenez e gratidão” por participar do projeto, declara sua surpresa e alegria com os dados de audiência: “durante a pandemia, pudemos perceber a relevância das redes sociais e canais do YouTube, quando bem utilizados. Esse é um exemplo, o canal da Igreja Unasp SP que, em pouco tempo, alcançou os 100 mil inscritos e já ultrapassou isso. A maratona de hoje, chegou a ter cerca de 6 mil pessoas ao vivo conosco, e no final ainda havia 3 mil conexões com a gente. Eu fico pensando no Pentecostes, fico pensando quando 3 mil foram batizadas no tempo de Cristo… Não dá para pensar que é o trabalho de outra coisa a não ser do Espírito Santo.”

Michelson Borges durante a primeira Maratona Espiritual  — Foto: Yuri Calado

A maratona teve como objetivo vigílias que buscavam trazer um estudo mais aprofundado, sobre a Bíblia e a identidade do adventista do sétimo dia nos tempos atuais. O pastor sênior da igreja, Gilson Grüdtner teve grande responsabilidade e desafios esse ano. Com a igreja de portas fechadas durante 10 meses, Grüdtner focou em vigílias e cultos que pudessem transmitir para quem estava em casa o estudo puro da palavra de Deus e do Espírito de Profecia. “Focamos em algo mais intenso, que colocasse a pessoa de Jesus no centro, mostrando o valor permanente da Bíblia, da palavra de Deus e também, a importância do dom profético nesses dias finais. Então foi sem ‘combatência’, sem ofensa, sem procurar atingir grupos, mas mostrando aquilo que Deus quer, a verdade e somente a verdade”, explica o pastor.

Dentre os inúmeros assuntos tratados no projeto, um dos que teve destaque na terceira e última etapa foi o propósito da família segundo a Bíblia, assunto que foi trabalhado com maestria e sabedoria pelo Dr. Alberto Timm e a apresentadora Darleide Alves. “Para mim, estar aqui hoje é uma responsabilidade, não uma vaidade. Quando penso que Jesus está perto de voltar e a gente está aqui acompanhando os últimos eventos, prestes a se desenrolar outras grandes profecias; então ter a oportunidade de subir no púlpito e pregar, não me envaidece, me deixa preocupada, ocupada, atenta e cuidadosa com a missão, eu me sinto principalmente temente a Deus, eu me sinto pequena e não grande”, relata a apresentadora, que, em seu programa da TV Novo Tempo, discute assuntos familiares e de relacionamento e trouxe um pouco disso para o púlpito da igreja adventista mais assistida do país no ano de 2020.

O evento também contou com uma parte musical feita pelo quarteto Cânticos Vocal. E ao longo do sábado ocorreu a finalização do estudo sobre o Adventismo em Tempos Líquidos, que se iniciou em outubro com o Dr. Rodrigo Silva e foi finalizado no último sábado pelo Pr. Elias Brasil, que esteve presente remotamente e destacou para igreja a relevância da Bíblia na discussão. O Pr. Luiz Carlos Araújo que acompanhou a programação disse: “Esse é o objetivo: fortalecer quem está com a gente, apresentando os fundamentos da nossa fé e despertar o conhecimento em quem ainda não faz parte da nossa comunidade.”

Darleide Alves, da TV Novo Tempo, com seu sermão “A Família dentro dos propósitos de Deus”  — Foto: Brian Kristian

O time de convidados para a última vigília da maratona também incluiu o capelão da Pastoral do UNASP São Paulo, o Pr. Robson Aleixo, além do Dr. Benício Pereira. O capelão seguiu a linha da maratona, que busca mostrar a identidade do adventista do sétimo dia, mas, dessa vez, direcionando o foco do estudo para os tempos finais. O Dr. Benício Pereira, por sua vez, trouxe a saúde ao debate; em sua palestra ligando espiritualidade e epigenética, Pereira explicou detalhadamente cuidados com o corpo e a utilização dos “remédios de Deus”. Quando se trata desse time, Grüdtner, que organizou o evento, explica que as escolhas foram muito bem selecionadas, buscando diversidade em todos os sentidos, para mostrar que havia unidade na Verdade de Cristo.

E após um ano com vários desafios vencidos e objetivos alcançados, a Igreja Unasp SP se prepara para 2021 já com novas séries anunciadas, convidados confirmados e muito foco em espalhar a palavra, o Pastor Sênior e organizador da Maratona Espiritual declara: “ano que vem vai ser muito mais forte a pegada dessa Igreja, estamos cansados, mas desanimados jamais.”

Não conseguiu assistir à Maratona Espiritual? Clique aqui e assista à programação completa!

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso (clone 5)

 

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso

Igreja Unasp SP finaliza série de vigílias com sensação de dever cumprido

Por Bruna Rocha – São Paulo
15 de dezembro de 2020, às 08h03

No sábado (12), a Igreja Unasp SP finalizou sua “Maratona Espiritual” com diversos convidados e alta audiência virtual. O escritor e jornalista Michelson Borges, além de descrever seu sentimento de “pequenez e gratidão” por participar do projeto, declara sua surpresa e alegria com os dados de audiência: “durante a pandemia, pudemos perceber a relevância das redes sociais e canais do YouTube, quando bem utilizados. Esse é um exemplo, o canal da Igreja Unasp SP que, em pouco tempo, alcançou os 100 mil inscritos e já ultrapassou isso. A maratona de hoje, chegou a ter cerca de 6 mil pessoas ao vivo conosco, e no final ainda havia 3 mil conexões com a gente. Eu fico pensando no Pentecostes, fico pensando quando 3 mil foram batizadas no tempo de Cristo… Não dá para pensar que é o trabalho de outra coisa a não ser do Espírito Santo.”

Michelson Borges durante a primeira Maratona Espiritual  — Foto: Yuri Calado

A maratona teve como objetivo vigílias que buscavam trazer um estudo mais aprofundado, sobre a Bíblia e a identidade do adventista do sétimo dia nos tempos atuais. O pastor sênior da igreja, Gilson Grüdtner teve grande responsabilidade e desafios esse ano. Com a igreja de portas fechadas durante 10 meses, Grüdtner focou em vigílias e cultos que pudessem transmitir para quem estava em casa o estudo puro da palavra de Deus e do Espírito de Profecia. “Focamos em algo mais intenso, que colocasse a pessoa de Jesus no centro, mostrando o valor permanente da Bíblia, da palavra de Deus e também, a importância do dom profético nesses dias finais. Então foi sem ‘combatência’, sem ofensa, sem procurar atingir grupos, mas mostrando aquilo que Deus quer, a verdade e somente a verdade”, explica o pastor.

Dentre os inúmeros assuntos tratados no projeto, um dos que teve destaque na terceira e última etapa foi o propósito da família segundo a Bíblia, assunto que foi trabalhado com maestria e sabedoria pelo Dr. Alberto Timm e a apresentadora Darleide Alves. “Para mim, estar aqui hoje é uma responsabilidade, não uma vaidade. Quando penso que Jesus está perto de voltar e a gente está aqui acompanhando os últimos eventos, prestes a se desenrolar outras grandes profecias; então ter a oportunidade de subir no púlpito e pregar, não me envaidece, me deixa preocupada, ocupada, atenta e cuidadosa com a missão, eu me sinto principalmente temente a Deus, eu me sinto pequena e não grande”, relata a apresentadora, que, em seu programa da TV Novo Tempo, discute assuntos familiares e de relacionamento e trouxe um pouco disso para o púlpito da igreja adventista mais assistida do país no ano de 2020.

O evento também contou com uma parte musical feita pelo quarteto Cânticos Vocal. E ao longo do sábado ocorreu a finalização do estudo sobre o Adventismo em Tempos Líquidos, que se iniciou em outubro com o Dr. Rodrigo Silva e foi finalizado no último sábado pelo Pr. Elias Brasil, que esteve presente remotamente e destacou para igreja a relevância da Bíblia na discussão. O Pr. Luiz Carlos Araújo que acompanhou a programação disse: “Esse é o objetivo: fortalecer quem está com a gente, apresentando os fundamentos da nossa fé e despertar o conhecimento em quem ainda não faz parte da nossa comunidade.”

Darleide Alves, da TV Novo Tempo, com seu sermão “A Família dentro dos propósitos de Deus”  — Foto: Brian Kristian

O time de convidados para a última vigília da maratona também incluiu o capelão da Pastoral do UNASP São Paulo, o Pr. Robson Aleixo, além do Dr. Benício Pereira. O capelão seguiu a linha da maratona, que busca mostrar a identidade do adventista do sétimo dia, mas, dessa vez, direcionando o foco do estudo para os tempos finais. O Dr. Benício Pereira, por sua vez, trouxe a saúde ao debate; em sua palestra ligando espiritualidade e epigenética, Pereira explicou detalhadamente cuidados com o corpo e a utilização dos “remédios de Deus”. Quando se trata desse time, Grüdtner, que organizou o evento, explica que as escolhas foram muito bem selecionadas, buscando diversidade em todos os sentidos, para mostrar que havia unidade na Verdade de Cristo.

E após um ano com vários desafios vencidos e objetivos alcançados, a Igreja Unasp SP se prepara para 2021 já com novas séries anunciadas, convidados confirmados e muito foco em espalhar a palavra, o Pastor Sênior e organizador da Maratona Espiritual declara: “ano que vem vai ser muito mais forte a pegada dessa Igreja, estamos cansados, mas desanimados jamais.”

Não conseguiu assistir à Maratona Espiritual? Clique aqui e assista à programação completa!

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso (clone 4)

 

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso

Igreja Unasp SP finaliza série de vigílias com sensação de dever cumprido

Por Bruna Rocha – São Paulo
15 de dezembro de 2020, às 08h03

No sábado (12), a Igreja Unasp SP finalizou sua “Maratona Espiritual” com diversos convidados e alta audiência virtual. O escritor e jornalista Michelson Borges, além de descrever seu sentimento de “pequenez e gratidão” por participar do projeto, declara sua surpresa e alegria com os dados de audiência: “durante a pandemia, pudemos perceber a relevância das redes sociais e canais do YouTube, quando bem utilizados. Esse é um exemplo, o canal da Igreja Unasp SP que, em pouco tempo, alcançou os 100 mil inscritos e já ultrapassou isso. A maratona de hoje, chegou a ter cerca de 6 mil pessoas ao vivo conosco, e no final ainda havia 3 mil conexões com a gente. Eu fico pensando no Pentecostes, fico pensando quando 3 mil foram batizadas no tempo de Cristo… Não dá para pensar que é o trabalho de outra coisa a não ser do Espírito Santo.”

Michelson Borges durante a primeira Maratona Espiritual  — Foto: Yuri Calado

A maratona teve como objetivo vigílias que buscavam trazer um estudo mais aprofundado, sobre a Bíblia e a identidade do adventista do sétimo dia nos tempos atuais. O pastor sênior da igreja, Gilson Grüdtner teve grande responsabilidade e desafios esse ano. Com a igreja de portas fechadas durante 10 meses, Grüdtner focou em vigílias e cultos que pudessem transmitir para quem estava em casa o estudo puro da palavra de Deus e do Espírito de Profecia. “Focamos em algo mais intenso, que colocasse a pessoa de Jesus no centro, mostrando o valor permanente da Bíblia, da palavra de Deus e também, a importância do dom profético nesses dias finais. Então foi sem ‘combatência’, sem ofensa, sem procurar atingir grupos, mas mostrando aquilo que Deus quer, a verdade e somente a verdade”, explica o pastor.

Dentre os inúmeros assuntos tratados no projeto, um dos que teve destaque na terceira e última etapa foi o propósito da família segundo a Bíblia, assunto que foi trabalhado com maestria e sabedoria pelo Dr. Alberto Timm e a apresentadora Darleide Alves. “Para mim, estar aqui hoje é uma responsabilidade, não uma vaidade. Quando penso que Jesus está perto de voltar e a gente está aqui acompanhando os últimos eventos, prestes a se desenrolar outras grandes profecias; então ter a oportunidade de subir no púlpito e pregar, não me envaidece, me deixa preocupada, ocupada, atenta e cuidadosa com a missão, eu me sinto principalmente temente a Deus, eu me sinto pequena e não grande”, relata a apresentadora, que, em seu programa da TV Novo Tempo, discute assuntos familiares e de relacionamento e trouxe um pouco disso para o púlpito da igreja adventista mais assistida do país no ano de 2020.

O evento também contou com uma parte musical feita pelo quarteto Cânticos Vocal. E ao longo do sábado ocorreu a finalização do estudo sobre o Adventismo em Tempos Líquidos, que se iniciou em outubro com o Dr. Rodrigo Silva e foi finalizado no último sábado pelo Pr. Elias Brasil, que esteve presente remotamente e destacou para igreja a relevância da Bíblia na discussão. O Pr. Luiz Carlos Araújo que acompanhou a programação disse: “Esse é o objetivo: fortalecer quem está com a gente, apresentando os fundamentos da nossa fé e despertar o conhecimento em quem ainda não faz parte da nossa comunidade.”

Darleide Alves, da TV Novo Tempo, com seu sermão “A Família dentro dos propósitos de Deus”  — Foto: Brian Kristian

O time de convidados para a última vigília da maratona também incluiu o capelão da Pastoral do UNASP São Paulo, o Pr. Robson Aleixo, além do Dr. Benício Pereira. O capelão seguiu a linha da maratona, que busca mostrar a identidade do adventista do sétimo dia, mas, dessa vez, direcionando o foco do estudo para os tempos finais. O Dr. Benício Pereira, por sua vez, trouxe a saúde ao debate; em sua palestra ligando espiritualidade e epigenética, Pereira explicou detalhadamente cuidados com o corpo e a utilização dos “remédios de Deus”. Quando se trata desse time, Grüdtner, que organizou o evento, explica que as escolhas foram muito bem selecionadas, buscando diversidade em todos os sentidos, para mostrar que havia unidade na Verdade de Cristo.

E após um ano com vários desafios vencidos e objetivos alcançados, a Igreja Unasp SP se prepara para 2021 já com novas séries anunciadas, convidados confirmados e muito foco em espalhar a palavra, o Pastor Sênior e organizador da Maratona Espiritual declara: “ano que vem vai ser muito mais forte a pegada dessa Igreja, estamos cansados, mas desanimados jamais.”

Não conseguiu assistir à Maratona Espiritual? Clique aqui e assista à programação completa!

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso (clone 3)

 

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso

Igreja Unasp SP finaliza série de vigílias com sensação de dever cumprido

Por Bruna Rocha – São Paulo
15 de dezembro de 2020, às 08h03

No sábado (12), a Igreja Unasp SP finalizou sua “Maratona Espiritual” com diversos convidados e alta audiência virtual. O escritor e jornalista Michelson Borges, além de descrever seu sentimento de “pequenez e gratidão” por participar do projeto, declara sua surpresa e alegria com os dados de audiência: “durante a pandemia, pudemos perceber a relevância das redes sociais e canais do YouTube, quando bem utilizados. Esse é um exemplo, o canal da Igreja Unasp SP que, em pouco tempo, alcançou os 100 mil inscritos e já ultrapassou isso. A maratona de hoje, chegou a ter cerca de 6 mil pessoas ao vivo conosco, e no final ainda havia 3 mil conexões com a gente. Eu fico pensando no Pentecostes, fico pensando quando 3 mil foram batizadas no tempo de Cristo… Não dá para pensar que é o trabalho de outra coisa a não ser do Espírito Santo.”

Michelson Borges durante a primeira Maratona Espiritual  — Foto: Yuri Calado

A maratona teve como objetivo vigílias que buscavam trazer um estudo mais aprofundado, sobre a Bíblia e a identidade do adventista do sétimo dia nos tempos atuais. O pastor sênior da igreja, Gilson Grüdtner teve grande responsabilidade e desafios esse ano. Com a igreja de portas fechadas durante 10 meses, Grüdtner focou em vigílias e cultos que pudessem transmitir para quem estava em casa o estudo puro da palavra de Deus e do Espírito de Profecia. “Focamos em algo mais intenso, que colocasse a pessoa de Jesus no centro, mostrando o valor permanente da Bíblia, da palavra de Deus e também, a importância do dom profético nesses dias finais. Então foi sem ‘combatência’, sem ofensa, sem procurar atingir grupos, mas mostrando aquilo que Deus quer, a verdade e somente a verdade”, explica o pastor.

Dentre os inúmeros assuntos tratados no projeto, um dos que teve destaque na terceira e última etapa foi o propósito da família segundo a Bíblia, assunto que foi trabalhado com maestria e sabedoria pelo Dr. Alberto Timm e a apresentadora Darleide Alves. “Para mim, estar aqui hoje é uma responsabilidade, não uma vaidade. Quando penso que Jesus está perto de voltar e a gente está aqui acompanhando os últimos eventos, prestes a se desenrolar outras grandes profecias; então ter a oportunidade de subir no púlpito e pregar, não me envaidece, me deixa preocupada, ocupada, atenta e cuidadosa com a missão, eu me sinto principalmente temente a Deus, eu me sinto pequena e não grande”, relata a apresentadora, que, em seu programa da TV Novo Tempo, discute assuntos familiares e de relacionamento e trouxe um pouco disso para o púlpito da igreja adventista mais assistida do país no ano de 2020.

O evento também contou com uma parte musical feita pelo quarteto Cânticos Vocal. E ao longo do sábado ocorreu a finalização do estudo sobre o Adventismo em Tempos Líquidos, que se iniciou em outubro com o Dr. Rodrigo Silva e foi finalizado no último sábado pelo Pr. Elias Brasil, que esteve presente remotamente e destacou para igreja a relevância da Bíblia na discussão. O Pr. Luiz Carlos Araújo que acompanhou a programação disse: “Esse é o objetivo: fortalecer quem está com a gente, apresentando os fundamentos da nossa fé e despertar o conhecimento em quem ainda não faz parte da nossa comunidade.”

Darleide Alves, da TV Novo Tempo, com seu sermão “A Família dentro dos propósitos de Deus”  — Foto: Brian Kristian

O time de convidados para a última vigília da maratona também incluiu o capelão da Pastoral do UNASP São Paulo, o Pr. Robson Aleixo, além do Dr. Benício Pereira. O capelão seguiu a linha da maratona, que busca mostrar a identidade do adventista do sétimo dia, mas, dessa vez, direcionando o foco do estudo para os tempos finais. O Dr. Benício Pereira, por sua vez, trouxe a saúde ao debate; em sua palestra ligando espiritualidade e epigenética, Pereira explicou detalhadamente cuidados com o corpo e a utilização dos “remédios de Deus”. Quando se trata desse time, Grüdtner, que organizou o evento, explica que as escolhas foram muito bem selecionadas, buscando diversidade em todos os sentidos, para mostrar que havia unidade na Verdade de Cristo.

E após um ano com vários desafios vencidos e objetivos alcançados, a Igreja Unasp SP se prepara para 2021 já com novas séries anunciadas, convidados confirmados e muito foco em espalhar a palavra, o Pastor Sênior e organizador da Maratona Espiritual declara: “ano que vem vai ser muito mais forte a pegada dessa Igreja, estamos cansados, mas desanimados jamais.”

Não conseguiu assistir à Maratona Espiritual? Clique aqui e assista à programação completa!

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso (clone 2)

 

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso

Igreja Unasp SP finaliza série de vigílias com sensação de dever cumprido

Por Bruna Rocha – São Paulo
15 de dezembro de 2020, às 08h03

No sábado (12), a Igreja Unasp SP finalizou sua “Maratona Espiritual” com diversos convidados e alta audiência virtual. O escritor e jornalista Michelson Borges, além de descrever seu sentimento de “pequenez e gratidão” por participar do projeto, declara sua surpresa e alegria com os dados de audiência: “durante a pandemia, pudemos perceber a relevância das redes sociais e canais do YouTube, quando bem utilizados. Esse é um exemplo, o canal da Igreja Unasp SP que, em pouco tempo, alcançou os 100 mil inscritos e já ultrapassou isso. A maratona de hoje, chegou a ter cerca de 6 mil pessoas ao vivo conosco, e no final ainda havia 3 mil conexões com a gente. Eu fico pensando no Pentecostes, fico pensando quando 3 mil foram batizadas no tempo de Cristo… Não dá para pensar que é o trabalho de outra coisa a não ser do Espírito Santo.”

Michelson Borges durante a primeira Maratona Espiritual  — Foto: Yuri Calado

A maratona teve como objetivo vigílias que buscavam trazer um estudo mais aprofundado, sobre a Bíblia e a identidade do adventista do sétimo dia nos tempos atuais. O pastor sênior da igreja, Gilson Grüdtner teve grande responsabilidade e desafios esse ano. Com a igreja de portas fechadas durante 10 meses, Grüdtner focou em vigílias e cultos que pudessem transmitir para quem estava em casa o estudo puro da palavra de Deus e do Espírito de Profecia. “Focamos em algo mais intenso, que colocasse a pessoa de Jesus no centro, mostrando o valor permanente da Bíblia, da palavra de Deus e também, a importância do dom profético nesses dias finais. Então foi sem ‘combatência’, sem ofensa, sem procurar atingir grupos, mas mostrando aquilo que Deus quer, a verdade e somente a verdade”, explica o pastor.

Dentre os inúmeros assuntos tratados no projeto, um dos que teve destaque na terceira e última etapa foi o propósito da família segundo a Bíblia, assunto que foi trabalhado com maestria e sabedoria pelo Dr. Alberto Timm e a apresentadora Darleide Alves. “Para mim, estar aqui hoje é uma responsabilidade, não uma vaidade. Quando penso que Jesus está perto de voltar e a gente está aqui acompanhando os últimos eventos, prestes a se desenrolar outras grandes profecias; então ter a oportunidade de subir no púlpito e pregar, não me envaidece, me deixa preocupada, ocupada, atenta e cuidadosa com a missão, eu me sinto principalmente temente a Deus, eu me sinto pequena e não grande”, relata a apresentadora, que, em seu programa da TV Novo Tempo, discute assuntos familiares e de relacionamento e trouxe um pouco disso para o púlpito da igreja adventista mais assistida do país no ano de 2020.

O evento também contou com uma parte musical feita pelo quarteto Cânticos Vocal. E ao longo do sábado ocorreu a finalização do estudo sobre o Adventismo em Tempos Líquidos, que se iniciou em outubro com o Dr. Rodrigo Silva e foi finalizado no último sábado pelo Pr. Elias Brasil, que esteve presente remotamente e destacou para igreja a relevância da Bíblia na discussão. O Pr. Luiz Carlos Araújo que acompanhou a programação disse: “Esse é o objetivo: fortalecer quem está com a gente, apresentando os fundamentos da nossa fé e despertar o conhecimento em quem ainda não faz parte da nossa comunidade.”

Darleide Alves, da TV Novo Tempo, com seu sermão “A Família dentro dos propósitos de Deus”  — Foto: Brian Kristian

O time de convidados para a última vigília da maratona também incluiu o capelão da Pastoral do UNASP São Paulo, o Pr. Robson Aleixo, além do Dr. Benício Pereira. O capelão seguiu a linha da maratona, que busca mostrar a identidade do adventista do sétimo dia, mas, dessa vez, direcionando o foco do estudo para os tempos finais. O Dr. Benício Pereira, por sua vez, trouxe a saúde ao debate; em sua palestra ligando espiritualidade e epigenética, Pereira explicou detalhadamente cuidados com o corpo e a utilização dos “remédios de Deus”. Quando se trata desse time, Grüdtner, que organizou o evento, explica que as escolhas foram muito bem selecionadas, buscando diversidade em todos os sentidos, para mostrar que havia unidade na Verdade de Cristo.

E após um ano com vários desafios vencidos e objetivos alcançados, a Igreja Unasp SP se prepara para 2021 já com novas séries anunciadas, convidados confirmados e muito foco em espalhar a palavra, o Pastor Sênior e organizador da Maratona Espiritual declara: “ano que vem vai ser muito mais forte a pegada dessa Igreja, estamos cansados, mas desanimados jamais.”

Não conseguiu assistir à Maratona Espiritual? Clique aqui e assista à programação completa!

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso (clone 1)

 

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso

Igreja Unasp SP finaliza série de vigílias com sensação de dever cumprido

Por Bruna Rocha – São Paulo
15 de dezembro de 2020, às 08h03

No sábado (12), a Igreja Unasp SP finalizou sua “Maratona Espiritual” com diversos convidados e alta audiência virtual. O escritor e jornalista Michelson Borges, além de descrever seu sentimento de “pequenez e gratidão” por participar do projeto, declara sua surpresa e alegria com os dados de audiência: “durante a pandemia, pudemos perceber a relevância das redes sociais e canais do YouTube, quando bem utilizados. Esse é um exemplo, o canal da Igreja Unasp SP que, em pouco tempo, alcançou os 100 mil inscritos e já ultrapassou isso. A maratona de hoje, chegou a ter cerca de 6 mil pessoas ao vivo conosco, e no final ainda havia 3 mil conexões com a gente. Eu fico pensando no Pentecostes, fico pensando quando 3 mil foram batizadas no tempo de Cristo… Não dá para pensar que é o trabalho de outra coisa a não ser do Espírito Santo.”

Michelson Borges durante a primeira Maratona Espiritual  — Foto: Yuri Calado

A maratona teve como objetivo vigílias que buscavam trazer um estudo mais aprofundado, sobre a Bíblia e a identidade do adventista do sétimo dia nos tempos atuais. O pastor sênior da igreja, Gilson Grüdtner teve grande responsabilidade e desafios esse ano. Com a igreja de portas fechadas durante 10 meses, Grüdtner focou em vigílias e cultos que pudessem transmitir para quem estava em casa o estudo puro da palavra de Deus e do Espírito de Profecia. “Focamos em algo mais intenso, que colocasse a pessoa de Jesus no centro, mostrando o valor permanente da Bíblia, da palavra de Deus e também, a importância do dom profético nesses dias finais. Então foi sem ‘combatência’, sem ofensa, sem procurar atingir grupos, mas mostrando aquilo que Deus quer, a verdade e somente a verdade”, explica o pastor.

Dentre os inúmeros assuntos tratados no projeto, um dos que teve destaque na terceira e última etapa foi o propósito da família segundo a Bíblia, assunto que foi trabalhado com maestria e sabedoria pelo Dr. Alberto Timm e a apresentadora Darleide Alves. “Para mim, estar aqui hoje é uma responsabilidade, não uma vaidade. Quando penso que Jesus está perto de voltar e a gente está aqui acompanhando os últimos eventos, prestes a se desenrolar outras grandes profecias; então ter a oportunidade de subir no púlpito e pregar, não me envaidece, me deixa preocupada, ocupada, atenta e cuidadosa com a missão, eu me sinto principalmente temente a Deus, eu me sinto pequena e não grande”, relata a apresentadora, que, em seu programa da TV Novo Tempo, discute assuntos familiares e de relacionamento e trouxe um pouco disso para o púlpito da igreja adventista mais assistida do país no ano de 2020.

O evento também contou com uma parte musical feita pelo quarteto Cânticos Vocal. E ao longo do sábado ocorreu a finalização do estudo sobre o Adventismo em Tempos Líquidos, que se iniciou em outubro com o Dr. Rodrigo Silva e foi finalizado no último sábado pelo Pr. Elias Brasil, que esteve presente remotamente e destacou para igreja a relevância da Bíblia na discussão. O Pr. Luiz Carlos Araújo que acompanhou a programação disse: “Esse é o objetivo: fortalecer quem está com a gente, apresentando os fundamentos da nossa fé e despertar o conhecimento em quem ainda não faz parte da nossa comunidade.”

Darleide Alves, da TV Novo Tempo, com seu sermão “A Família dentro dos propósitos de Deus”  — Foto: Brian Kristian

O time de convidados para a última vigília da maratona também incluiu o capelão da Pastoral do UNASP São Paulo, o Pr. Robson Aleixo, além do Dr. Benício Pereira. O capelão seguiu a linha da maratona, que busca mostrar a identidade do adventista do sétimo dia, mas, dessa vez, direcionando o foco do estudo para os tempos finais. O Dr. Benício Pereira, por sua vez, trouxe a saúde ao debate; em sua palestra ligando espiritualidade e epigenética, Pereira explicou detalhadamente cuidados com o corpo e a utilização dos “remédios de Deus”. Quando se trata desse time, Grüdtner, que organizou o evento, explica que as escolhas foram muito bem selecionadas, buscando diversidade em todos os sentidos, para mostrar que havia unidade na Verdade de Cristo.

E após um ano com vários desafios vencidos e objetivos alcançados, a Igreja Unasp SP se prepara para 2021 já com novas séries anunciadas, convidados confirmados e muito foco em espalhar a palavra, o Pastor Sênior e organizador da Maratona Espiritual declara: “ano que vem vai ser muito mais forte a pegada dessa Igreja, estamos cansados, mas desanimados jamais.”

Não conseguiu assistir à Maratona Espiritual? Clique aqui e assista à programação completa!

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso

Maratona Espiritual é finalizada com sucesso

Igreja Unasp SP finaliza série de vigílias com sensação de dever cumprido

Por Bruna Rocha – São Paulo
15 de dezembro de 2020, às 08h03

No sábado (12), a Igreja Unasp SP finalizou sua “Maratona Espiritual” com diversos convidados e alta audiência virtual. O escritor e jornalista Michelson Borges, além de descrever seu sentimento de “pequenez e gratidão” por participar do projeto, declara sua surpresa e alegria com os dados de audiência: “durante a pandemia, pudemos perceber a relevância das redes sociais e canais do YouTube, quando bem utilizados. Esse é um exemplo, o canal da Igreja Unasp SP que, em pouco tempo, alcançou os 100 mil inscritos e já ultrapassou isso. A maratona de hoje, chegou a ter cerca de 6 mil pessoas ao vivo conosco, e no final ainda havia 3 mil conexões com a gente. Eu fico pensando no Pentecostes, fico pensando quando 3 mil foram batizadas no tempo de Cristo… Não dá para pensar que é o trabalho de outra coisa a não ser do Espírito Santo.”

Michelson Borges durante a primeira Maratona Espiritual  — Foto: Yuri Calado

A maratona teve como objetivo vigílias que buscavam trazer um estudo mais aprofundado, sobre a Bíblia e a identidade do adventista do sétimo dia nos tempos atuais. O pastor sênior da igreja, Gilson Grüdtner teve grande responsabilidade e desafios esse ano. Com a igreja de portas fechadas durante 10 meses, Grüdtner focou em vigílias e cultos que pudessem transmitir para quem estava em casa o estudo puro da palavra de Deus e do Espírito de Profecia. “Focamos em algo mais intenso, que colocasse a pessoa de Jesus no centro, mostrando o valor permanente da Bíblia, da palavra de Deus e também, a importância do dom profético nesses dias finais. Então foi sem ‘combatência’, sem ofensa, sem procurar atingir grupos, mas mostrando aquilo que Deus quer, a verdade e somente a verdade”, explica o pastor.

Dentre os inúmeros assuntos tratados no projeto, um dos que teve destaque na terceira e última etapa foi o propósito da família segundo a Bíblia, assunto que foi trabalhado com maestria e sabedoria pelo Dr. Alberto Timm e a apresentadora Darleide Alves. “Para mim, estar aqui hoje é uma responsabilidade, não uma vaidade. Quando penso que Jesus está perto de voltar e a gente está aqui acompanhando os últimos eventos, prestes a se desenrolar outras grandes profecias; então ter a oportunidade de subir no púlpito e pregar, não me envaidece, me deixa preocupada, ocupada, atenta e cuidadosa com a missão, eu me sinto principalmente temente a Deus, eu me sinto pequena e não grande”, relata a apresentadora, que, em seu programa da TV Novo Tempo, discute assuntos familiares e de relacionamento e trouxe um pouco disso para o púlpito da igreja adventista mais assistida do país no ano de 2020.

O evento também contou com uma parte musical feita pelo quarteto Cânticos Vocal. E ao longo do sábado ocorreu a finalização do estudo sobre o Adventismo em Tempos Líquidos, que se iniciou em outubro com o Dr. Rodrigo Silva e foi finalizado no último sábado pelo Pr. Elias Brasil, que esteve presente remotamente e destacou para igreja a relevância da Bíblia na discussão. O Pr. Luiz Carlos Araújo que acompanhou a programação disse: “Esse é o objetivo: fortalecer quem está com a gente, apresentando os fundamentos da nossa fé e despertar o conhecimento em quem ainda não faz parte da nossa comunidade.”

Darleide Alves, da TV Novo Tempo, com seu sermão “A Família dentro dos propósitos de Deus”  — Foto: Brian Kristian

O time de convidados para a última vigília da maratona também incluiu o capelão da Pastoral do UNASP São Paulo, o Pr. Robson Aleixo, além do Dr. Benício Pereira. O capelão seguiu a linha da maratona, que busca mostrar a identidade do adventista do sétimo dia, mas, dessa vez, direcionando o foco do estudo para os tempos finais. O Dr. Benício Pereira, por sua vez, trouxe a saúde ao debate; em sua palestra ligando espiritualidade e epigenética, Pereira explicou detalhadamente cuidados com o corpo e a utilização dos “remédios de Deus”. Quando se trata desse time, Grüdtner, que organizou o evento, explica que as escolhas foram muito bem selecionadas, buscando diversidade em todos os sentidos, para mostrar que havia unidade na Verdade de Cristo.

E após um ano com vários desafios vencidos e objetivos alcançados, a Igreja Unasp SP se prepara para 2021 já com novas séries anunciadas, convidados confirmados e muito foco em espalhar a palavra, o Pastor Sênior e organizador da Maratona Espiritual declara: “ano que vem vai ser muito mais forte a pegada dessa Igreja, estamos cansados, mas desanimados jamais.”

Não conseguiu assistir à Maratona Espiritual? Clique aqui e assista à programação completa!

A Criação: Gênesis como fundamento – Parte 2

Segue o Resumão da Lição da Escola Sabatina – A Criação: Gênesis como fundamento – Parte 2  que eu preparei com muito carinho.
1. Muitos pensadores importantes foram inspirados pelas Escrituras a investigar o mundo criado por Deus. Como resultado, nasceu a ciência moderna. Johannes Kepler, Isaac Newton, John Ray, Robert Boyle e outros cientistas acreditavam que seu trabalho revelava ainda mais sobre a Criação das mãos de Deus.
2. Após a Revolução Francesa, a ciência do século 19 passou uma cosmovisão teísta para uma cosmovisão fundamentada no naturalismo e no materialismo, frequentemente sem nenhum espaço para o sobrenatural. Essas ideias foram popularizadas por Clarles Darwin, em seu livro A Origem das Espécies, em 1859.
3. Desde 1859, a ciência tem se distanciado cada vez mais de seu fundamento bíblico, resultando em uma reinterpretação radical da história do Gênesis.
4. A Terra é plana ou quadrada? A Terra não é plana e nem quadrada. Como cristãos devemos afirmar que a Terra está suspensa no espaço e é redonda.
5. Nos textos de Jó 26: 7, a Terra foi descrita como suspensa no espaço. “Ele (Deus) estende o norte sobre o vazio e faz pairar a Terra sobre o nada”. Jó 26:10 = A Terra é um círculo ou esfera. Isaías 40:22, declara “Ele é o que está sentado sobre a redondeza da Terra, cujos moradores são como gafanhotos; é Ele quem estende os céus como cortina”.
6. Algumas pessoas usam alguns textos de Ap 7:1 para afirmarem que a Terra é plana, citando […] “vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da Terra […]” e Ap 20: 7 e 8 “[…] Satanás será solto na sua prisão e sairá a seduzir as nações em que nos quatro cantos da Terra […]”. Sendo assim, quatro cantos, remete a ideia de Terra plana! Não, não podemos concordar de jeito nenhum, porque…
7. O apóstolo João usou linguagem figurada; quando disse quatro cantos da Terra, não se referiu a uma figura geométrica e sim, usou uma linguagem figurada para indicar os quatro pontos cardeais, norte, sul, leste e oeste. Esses textos de Apocalipse citados acima, estão nesse contexto.
8. Arqueólogos descobriram textos do Egito antigo e do Oriente Próximo, (termo usado por arqueólogos, geógrafos e historiadores que abrange diferentes países do sudoeste asiático, situado entre o Irã e o Mar Vermelho), que contêm histórias primitivas da Criação e do Dilúvio, como por exemplo, a Epopeia de Atra-Hasis. Alguns indagaram se o relato de Gênesis foi obtido dessas culturas ou se ele dependeu delas. Será? Vamos analisar:
9. Itens a considerar:
1- Atra-Hasis: o homem trabalha para os deuses para que estes descansem; um deus menor foi morto, e seu sangue foi misturado com argila para formar 7 machos e 7 fêmeas; há relato de violência na criação.
2- Em Gênesis: Deus criou a Terra e tudo o que nela há para os seres humanos e descansou com eles; o ser humano é colocado no jardim e convidado à comunhão com Deus e ao cuidado da Criação; Deus criou Adão e depois criou Eva como sua auxiliadora; não há relato de violência no relato da Criação; descreve o Onipotente, que concede à humanidade propósito digno de um mundo perfeito.
3- Claro, sempre vamos abraçar e escolher a Bíblia e o relato da Criação em Gênesis 1.
4- Paganismo – Mito ou Gênesis? Claro, Gênesis. Exemplo: O Sol e a Lua foram criados por Deus para funções específicas – sinais para as estações, para dias e anos e para alumiar a Terra. Gn 1:14 e 15. O Sol e a Lua, não são deuses,  nunca foram e nunca serão; foram criados como luzeiro maior e luzeiro menor.
5- Gênesis relata que Deus Se envolveu profundamente na criação de Adão e Eva; Suas mãos criaram, do barro, o homem, e do homem, a mulher. A criação de Adão e Eva significa o clímax da Criação.
6- Os antigos mitos do Antigo Oriente Próximo, afirmam que não estava nos planos originais a criação do homem, porque dariam muito trabalho para os deuses.
7- Como podemos traçar a história da humanidade de Adão a Noé e de Noé a Abraão?
Existe um elemento que torna essas genealogias singulares na Bíblia: o TEMPO, fazendo com que alguns estudiosos as chamem corretamente de cronogealogias, isto é, quando a primeira pessoa tinha vivido uma quantidade determinada de anos, ela gerou a segunda pessoa. E a primeira pessoa, depois que gerou a segunda, viveu por mais certa quantidade de anos e gerou outros filhos e filhas. Gênesis acrescenta a frase padão: “Todos os dias da primeira pessoa foram tantos anos”. Esse sistema não permite a exclusão e nem a inclusão de outras gerações.
8- Por quase 2.000 anos, especialistas judeus e cristãos têm interpretado que esses textos representam a história e uma forma precisa de deterninar a data do Dilúvio e a idade da Terra, pelo menos a partir dos sete dias da Criação, conforme descritos em Gn 1 e 2. O que vocês acham?
9- Gênesis 5 e 11 contêm uma linha contínua de descendência, como é confirmado por 1Crônicas 1:18-27: Adão, Sete, Enos, Cainã, Maalalel, Jarede, Enoque, Metusalém, Lameque, Noé, Sem, Cam e Jafe. Depois de muitas gerações… verso 26: Seregue, Naor, Tera, e Abrão, que é Abrãao.
10- Nas últimas décadas, tem havido tentativas para reinterpretar Gn 5 e 11 para acomodar períodos mais longos. Podemos comprovar a confiabilidade do registro bíblico.
11- O conceito divino de tempo e seu progresso ao longo da História, reconhece esses dois capítulos que citamos acima, Gn 5 e 11 ligando Adão ao restante da humanidade e Deus ao homem no domínio dos limites do espaço e do tempo.
12- A Bìblia de Estudos Andrews, faz um comentário: “Um total de 10 gerações, num período de 1.656 anos, liga a Criação ao Dilúvio. Após o Dilúvio, outro grupo de 10 gerações marca o período entre Noé e Abraão”. p. 12
13- Há muitas referências da Criação na Bíblia: 1- criação do homem e da mulher; 2- sangue de Abel que foi derramado; 3- João afirmou que Jesus participou da Criação; 4- Deus aparece como Aquele que fez o Céu, a Terra, o mar e tudo quanto há neles; 5- Paulo apresentou Jesus como Criador e confirmou que Adão foi criado primeiro do que Eva; 6- Tiago afirmou que fomos feitos à semelhança de Deus; 7- Pedro fez referência ao Dilúvio; Judas falou sobre o caminho de Caim, a escolha errada; 8- João mencionou o paraíso de Deus e a árvore da vida, bem como Aquele que é o princípio da Criação – O Cordeiro.
14- Jesus e todos os escritores do Novo Testamento se referiram a Gênesis 1 a 11 como história fidedigna. Em Mateus, Jesus Se referiu aos escritos de Moisés e à criação de Adão e Eva. O Apóstolo Paulo usou  várias vezes o relato da Criação em seus escritos, um ótimo exemplo: fez uma ligação direta entre Adão e Jesus, por mais de 6 vezes.

Senhor, reconhecemos a importância do livro de Gênesis, como fonte de uma história fidedigna dos relatos da Criação da Terra e criação do homem.

Feliz Sábado! Sejam felizes!
Estudar a Bíblia faz bem! Um abraço!

Texto elaborado por Dalva Amélia de Castro Menezes, professora adventista aposentada e membro da Igreja IASD do UNASP – SP.

Idioma, texto e contexto

Segue o Resumão da Lição da Escola Sabatina – Idioma, texto e contexto

Vejam os itens mais importantes:
1. No mundo, somos mais de 7,8 bilhões de habitantes, segundo a ONU, com mais de 6 mil línguas diferentes. No Brasil, somos mais de 211 milhões, segundo o IBGE, e apenas uma língua, a Portuguesa.
2. A Bíblia completa foi traduzida para mais de 600 idiomas, tendo o Novo Testamento ou algumas partes dele traduzidos também para mais de 2.500 outros idiomas. Mesmo assim faltam muitas traduções. Que desafio!
3. Estima-se que 1,5 milhão de pessoas não tenham nenhuma parte das Escrituras traduzida em sua língua materna. As sociedades bíblicas trabalham arduamente para que mais pessoas possam ter acesso à Bíblia.
4. Vocês e eu temos o privilégio de ter acesso à Bíblia na nossa língua materna e aqueles que têm domínio de outras línguas modernas, podem escolher estudá-la na versão em Inglês, Francês e Espanhol, por exemplo.
5. Vocês sabiam que durante séculos, na Europa, a Bíblia foi intencionalmente mantida longe das multidões?  Graças à invenção e à reforma isso mudou.
6. Nós temos a nossa Bíblia, logo, devemos agradecer a Deus por esse tesouro, por essa bênção! Se dedicarmos tempo para estudá-la com  humildade e oração estaremos preparados para receber o Espírito Santo e obedecer seus ensinos.
7. Propósitos da Bíblia: “é proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e pertamente instruído para toda a boa obra. Paulo afirma que toda Bíblia é inspirada. 2Tm 3:16
8. A Bíblia foi escrita como um testemunho do plano divino de redimir  a humanidade caída e da obra de Deus na História.
9. Foi a vontade de Deus que a linguagem da Bíblia fosse humana, tornando Seus pensamentos e ideias visíveis mediante paravras que podemos entender.
10. Deus escolheu o hebraico e algumas porções em aramaico, língua da nação Israel para transmitir a Sua mensagem a todos os povos. O Velho Testamento foi escrito nessas duas línguas.
11. Deus escolheu o grego, devido a ascenção da cultura grega, como língua universal, amplamente falado naquela época para ser transmitida as mensagens do Novo Testamento.
12. Curiosidade: houve uma tradução grega do Antigo Testamento, a Septuaginta.
13. Após a morte de Cristo, o grego habilitou os apóstolos e a igreja primitiva a espalhar a mensagem por toda parte com um novo zelo missionário. Depois de um certo tempo, o apóstolo João “atestou a palavra de Deus e o testemunho de Cristo, quanto a tudo o que viu”.
14. Logo, a Bíblia demonstra a continuidade desse inspirado “testemunho” desde o primeiro escritor até o último.
15. Os filhos de Israel procuravam cumprir “todas as palavras desta Lei” e Torá ou “instrução” porque assim seriam poupados dos sofrimentos pela desobediência. A Palavra de Deus é vida e, portanto, pode prolongar a vida, visto que seus princípios são vivificantes. Deut 32:46, 47
16. Muitas pessoas gostam de estudar ou pesquisar em várias versões da Bíblia. É normal escolhermos uma versão que mais apreciamos, porém, o mais importante é obedecer o que ela ensina. Cuidado, algumas versões não são muito confiáveis, de distanciam muito do original.
17. Em todas as línguas há palavras tão ricas e profundas em significado que são difíceis de traduzir em uma única palavra para outro idioma. Exemplos: 1- a palavra hebraica CHESED, misericórdia no Antigo Testamento = amor de Deus, Sua bondade, grande benevolência, fidelidade. 2- a palavra hebraica SHALOM, paz =  plenitude, inteireza e bem estar; quando há descanso, quando há sossego.
18. No  hebraico não contém sinais de pontuação no original. Na estrutura do idioma foram desenvolvidas outras formas de comunicar. Quando um escritor hebraico desejava enfatizar certo atributo de Deus, repetia três vezes a mesma palavra. Exemplo: “Criou Deus, pois, o homem à Sua imgem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”. Gn 1:27
19. Outro exemplo: Is 6:3 “Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos”. Em Daniel 3, há uma repetição com variações da expressão “imagem” que o rei Nabucodonosor tinha levantado.
20. Outros termos tem um significado específico, exemplo:  BARA = criar, sempre tem Deus como sujeito. Somente Deus tem o poder de criar sem depender de matéria pré-existente. Logo, esse termo só pode ser usado para Deus.
21. Nas Escrituras, as palavras sempre ocorrem em um contexto. Elas não estão isoladas. Não podem ser analisadas separamente. Existe o contexto imediato e o contexto mais amplo. É imprescindível considerar o contexto imediato e amplo para chegarmos a conclusões corretas.
22. Em Gn 1:27,  ADAM = referência genérica à humanidade; Gn 2:7 ADAM = formação de Adão do pó da terra, só para Adão, porque Eva não havia sido criada.
23. Os livros bíblicos foram escritos para diferentes propósitos e em diferentes contextos: 1- mensagens proféticas; 2- compilações, como os salmos; 3- históricos; 4- cartas para igrejas.
24. Para entender o significado e a mensagem de um livro, é importante começar com a autoria e o contexto.
25. Vocês conhecem quem escreveu os livros da Bíblia?
Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio = Moisés
Ester? Não sabemos; Rute? Não sabemos; Samuel e Crônicas? Não sabemos. Pensem nos outros livros…
26. Moisés escreveu sobre a origem de tudo e o plano da salvação. Ellen G. White escreveu que “sob a inspiração do Espírito Santo”  Moisés escreveu o livro de Gênesis. É um livro maravilhoso!

Senhor, agradecemos a Ti porque temos acesso à Tua Palavra na nossa língua materna. Ajuda-nos, desejamos dedicar tempo para estudá-la e praticar seus ensinamentos. Amém.

Feliz Sábado! Sejam felizes! Estudar a Bíblia faz bem!
Um abraço!

Texto elaborado por Dalva Amélia de Castro Menezes, professora adventista aposentada e membro da Igreja IASD do UNASP – SP.