Mensagem Pastoral 20.05.17 – Serpentes que salvam

O plano da salvação é muito abrangente, mas é único. Só existe um Salvador, só existe um plano de salvação.

Todos os crentes sabemos que Jesus é o Salvador e que o plano de Deus passa pelo crer e aceitar Jesus como Salvador pessoal e Senhor de nossa vida.

Deus usou muitos símbolos para facilitar nossa compreensão. Assim, cada um de nós pode entender plenamente o plano de Deus através de um ou mais símbolos da salvação.

Jesus falou para Nicodemos: “E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3:14-15.

Uma serpente de bronze levantada numa haste para representar o Filho de Deus.

Jesus é o Cordeiro de Deus, mas é também o Leão da tribo de Judá. “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”, Atos 4:12.

Não parece estranho Deus usar a serpente como um símbolo para Jesus? Parece, sim, porque a serpente simboliza Satanás, conforme Apocalipse 12:9.

O que precisa ficar bem claro   é que Jesus se tornou pecado por nós. Embora não tenha cometido um só pecado (Hebreus 4:15), Ele tornou-se o pior, o maior de todos os pecadores, pois levou sobre si os pecados da humanidade toda.

Jesus foi feito pecado por nós (2 Coríntios 5:21). “Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nEle, fôssemos feitos justiça de Deus”.

Nos dias de Moisés, quem olhava para a serpente de bronze era curado das picadas das serpentes abrasadoras.

Do mesmo modo, quem olha para Jesus, o filho de Deus, é curado da enfermidade do pecado.

Amados, Deus tem um Plano. Jesus é o centro desse projeto e nós fazemos parte dele. Louvado seja Deus!

 Neumoel Stina

Pastor Sênior da IASD do UNASP, Campus São Paulo

pastorstina@gmail.com

@pastorstina

stina.com.br