Resumo da Lição – Nenhuma Condenação

Vejam os itens mais importantes:
1. No estudo dessa semana, Romanos 8, podemos começar com uma boa notícia no versículo 1: “Agora, pois, nenhuma condenação há para os que estão em Cirsto Jesus”…
2. “Em Jesus Cristo”, é uma expressão comum nos escritos de Paulo. Em Cristo = significa aceitá-Lo como nosso Salvador. Assim, confiamos nEle completamente e decidimos fazer do estilo de vida dEle o nosso. O resultado é uma íntima união pessoal com Jesus.
3. O contraste da expressão “em Cristo” é constratada com as palavras “na carne” = pessoa que é escrava do pecado. Essa pessoa está sob a condenação da morte. Ela serve à lei do pecado. Está em terrível estado de miséria.
4. A pessoa que está na carne pode mudar sua condição perante Deus se ela se render a Jesus. Anteriormente condenada como transgressora da lei, ela agora se encontra perfeita diante do Senhor como se nunca tivesse pecado, pois a justiça de Cristo a cobre completamente. Não há mais condenação, não porque a pessoa seja irrepreensível, sem pecado ou digna de vida eterna, mas porque o registro da vida perfeita de Jesus toma o lugar do registro da pessoa, portanto, não há condenação.
5. E tem mais uma boa notícia: a lei do Espírito da Vida em Cristo, pode livrar a todas as pessoas da lei do pecado e da morte, isto é, significa o plano de Cristo para salvar a humanidade, em contraste com a “lei do pecado e da morte”.
6. A lei do Espírito da Vida em Cristo liberta a pessoa da escravidão do pecado.
7. O que a lei não pode fazer: providenciar o meio de salvação para nos livrar da condenação e da morte que o pecado trouxe. Para ser libertados, precisamos de Jesus.
8. É bom lembrar de que fazer o que a lei exige não significa guardá-la suficientemente bem para ganhar a salvação. Isso não é uma opção e nunca foi. Significa viver segundo a capacidade que Deus nos dá; ter uma vida de obediência, em que crucifiquemos a carne, com as suas paixões e concupiscências , uma vida na quel refletimos o cartáter de Cristo.
9. Andar segundo a carne X andar segundo o Espírito; andar segundo a carne é ser controlado por desejos egoístas. Andar segundo o Espírito é cumprir o justo requisito da lei, mediante o auxílio do espírito Santo.
10. Somente por meio de Jesus há liberdade para fazer o que a lei exige. À parte de Cristo, não existe essa liberdade.
11. Paulo afirma em Romanos 8:5,6 “Os que inclinam para a carne cogitam das coisas da carne, mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito. Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz”. Inclinam = conforme; cogitam = pensar em alguma coisa.
12. Cuidado!! A mente carnal pode nos levar à perdição. Concentrar-se na satisfação dos desejos da carne resulta em não se preocupar em fazer a vontade de Deus.
13. Se estivermos separados de Cristo, é impossível guardar a lei de Deus. Paulo enfatizava que as pessoas, inclusive os que estariam lendo sua carta, precisavam do Messias e naturalmente, nós também!
14. Paulo continuou falando desse tema constratando duas possibilidades de viver: viver de acordo com o Espírito de Deus prometido a nós ou viver de acordo com a natureza pecaminosa e carnal. A primeira, leva à vida eterna, a segunda, morte eterna. Não há meio termo.
15. O próprio Jesus disse: “Quem não é por Mim é contra Mim; e quem comigo não ajunta, espalha”. Mt 12:30
16. Paulo faz um apelo para nós não estarmos na carne, mas no Espírito, se de fato o Espírito habitar em nós. Faz uma afirmação muito séria: “Se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dEle”. Rm 8:9,10
17. Se habituar em nós o Espírito que ressuscitou a Jesus, vivificará os nossos corpos mortais, por meio do Seu Espírito.
18. Lembramos o que Paulo ensinou aos colossenses: “assim, faça morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus, ganância que é idolatria”. Cl 3:5
19. Mesmo depois do nosso batismo, depois da conversão, ainda haverá uma luta contra o pecado. A diferença é que a pessoa em quem o Espírito habita agora tem o poder divino para vencer, porque foi libertada da escravidão do pecado. Logo, precisamos desesperadamente de Jesus, do Seu amor e da Sua graça.
20. Em Rm 8:15, Paulo descreveu o novo relacionamento com Deus: “Não recebemos o espírito de escravidão para vivermos outra vez com medo, mas recebemos o Espírto de ADOÇÃO, baseados no qual clamamos – Aba, PAI”.
21. Que privilégio – sermos chamados filhos de Deus e podermos chamar Deus de Pai! Pertencemos à família de Deus. Como herdeiros e filhos, recebemos uma herança maravilhosa do nosso Pai.
22. Um escravo vive cativo, temendo seu senhor constantemente. Não ganha nada por seus anos e anos de serviço.
23. Não é assim com aquele que aceita Jesus Cristo: 1- presta um serviço voluntário; 2- serve sem medo, pois o perfeito amor lança fora o meio; 3-adotado como filho, ele se torna herdeiro de uma herança de valor infinito.
24. Ellen G. White, nos aconselha para não vivermos uma religião legal ou legalista, pelo esforço para cumprir a lei com nossa própria força. Ela disse que há esperança para nós
somente ao nos colocarmos sob a aliança da graça pela fé em Cristo.
25. Concluímos: nenhuma condenção há para os que estão em Cristo Jesus, por meio de Sua graça, por meio de Sua morte!

 

Senhor Jesus, ajuda-nos, porque  como cristãos queremos viver em paz com nossos irmãos próximos a nós e com nossos irmãos da igreja. Ajuda-nos a praticar o mesmo espírito que Jesus tinha nos Seus relacionamentos. Amém!

Feliz Sábado! Sejam felizes! Estudar a Bíblia faz bem! Um abraço!
Texto elaborado por Dalva Amélia de Castro Menezes, professora adventista aposentada e membro da Igreja IASD do UNASP – SP.

Link para a lição completa: http://mais.cpb.com.br/licao-adultos/