Quando surgem os conflitos

Vejam os itens mais importantes:
1. Uma das tarefas mais difíceis de uma comunidade cristã é manter a unidade quando surgem diferenças de opinião em questões relativas à identidade e à missão da igreja. Essas diferenças podem levar a consequências devastadoras.
2. Os primeiros cristãos enfrentaram alguns conflitos por causa de preconceitos interpessoais e de sérias diferenças de interpretação das histórias e práticas fundamentais do Antigo Testamento. Felizmente, os apóstolos e líderes zelosos buscaram a orientação do Espírito Santo e das Escrituras para resolver essas tensões.
3.Deus interveio com Sua sabedoria  e bondade.
4. Exemplo de preconceitos étnicos na igreja primitiva – viúvas de tradição grega X viúvas de tradição hebraica. Qual era o problema? alguns cristãos da igreja primitiva tinham preconceito contra as viúvas de tradição grega e como consequência, essas viúvas recebiam MENOS ALIMENTOS. Esse problema ameaçou a unidade da igreja logo no início.
5. Como resolveram esse conflito? Os apóstolos foram notificados e rapidamente resolveram nomear 7 homens, chamados diáconos, todos de origem grega para ajudarem na distribuição dos alimentos e no momento de servir às mesas. Deu certo… os apóstolos podiam se dedicar em pregar a Palavra de Deus.
6. Esses 7 homens eram de boa reputação e cheios do Espírito e de sabedoria. At 6:3
7. Com a participação desses 7 diáconos, a igreja pôde prosperar e o conflito foi resolvido.
8. Outro conflito na igreja primitiva – A conversão dos gentios ao evangelho de Jesus Cristo. Podemos relembrar a visão de Pedro: lençol…  animais imundos… Isso mesmo, Pedro como fiel judeu ficou muito chocado. Essa visão não era para tratar de dieta, mas das barreiras entre judeus e gentios que estavam atrapalhando a propagação do evangelho.
9. Pedro entendeu a lição que Deus queria lhe ensinar e exclamou: “Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas, pelo contrário, em qualquer nação, aquele que O teme e faz o que é justo lhe é aceitável”. At 10:34 e 35
10. O Espírito Santo preparou o caminho para que os gentios fossem recebidos na comunhão cristã. Cornélio e sua família (gentios) receberam o derramamento do Espírito Santo semelhantemente como os discípulos haviam experimentado no Pentecostes. Logo, uma demonstração que Deus aceita tanto judeus como gentios para o Seu Reino.
11. Depois que as pessoas souberam do caso de Cornélio “[…] apaziguaram-se e glorificaram a Deus, dizendo: Logo, também aos gentios foi por Deus concedido o arrependimento para a vida”. At 11:18
12. Outro motivo de conflito na igreja primitiva  – a imposição da circuncisão aos gentios e a separação entre judeus e gentios. Alguns judeus cristãos pensavam que a salvação só era possível aos que pertenciam ao povo da aliança, o que implicava a circuncisão como requisito. E ainda mais, os judeus acreditavam que deviam evitar contato com os gentios para não perderem a salvação.
13. Para resolverem o conflito acima, os apóstolos realizaram o Concílio de Jerusalém para tratarem e resolverem os conflitos. Tiago, imão de Jesus era o presidente.
14. Depois de muitos discursos e debates, tomaram a decisão: “Não devemos perturbar aqueles que, dentre os gentios, se convertem a Deus…” At 15:19 ; em outras palavras, os gentios não precisavam ser circuncidados. Os gentios não precisavam se tornar judeus, obedecendo a todos os aspectos das leis cerimoniais, inclusive a circuncisão, para se tornar cristãos.
15. Nesse Concílio houve um apelo para que os cristãos abandonassem práticas de contaminação dos ídolos,  carne de animais sufocados e do sangue e das relações sexuais ilícitas.
16. Depois da decisão do Concílio, os cristãos em Antioquia recebendo a carta com a solução do conflito, ficaram alegres e confortados.
17. Podemos concluir que em Atos, vemos exemplos poderosos de como a igreja primitiva, mediante a submissão à Palavra de Deus, juntamente com uma mentalidade de amor, unidade e confiança, e sob a orientação do Espírito Santo, venceram crises e conflitos de unidade.
18. E as nossas comunidades cristãs de hoje são diferentes? Enfrentamos conflitos?  Pessoas são pessoas, e as diferenças surgirão mesmo em questões importantes relacionadas à igreja em seus múltiplos aspectos.
19. Como reagimos quando surgem os problemas ou os conflitos na nossa igreja ? Como reagimos quando acontecem preconceitos na nossa igreja ou na nossa comunidade?Comente com seus amigos.

Senhor Jesus, pedimos que o Senhor nos ajude a contribuir para a unidade na nossa igreja e dá-nos sabedoria e amor para enfrentarmos e resolvermos nossas diferenças e conflitos. Amém!


Feliz Sábado! Sejam felizes! Estudar a Bíblia faz bem! Um abraço!

Texto elaborado por Dalva Amélia de Castro Menezes, professora adventista aposentada e membro da Igreja IASD do UNASP – SP.