O segredo para a unidade

Vejam os itens mais importantes:
1. Quando Paulo escreveu a Epístola aos efésios, revelou sua preocupação com a unidade entre os seguidores de Cristo. O tema UNIDADE é o assunto principal dessa epístola.
2. O conceito de UNIDADE de Paulo possui duas dimensões: 1- unidade na igreja, onde judeus e gentios são reunidos em um só corpo – Cristo;  2-  unidade no Universo, em que todas as coisas no Céu e na Terra encontram sua unidade suprema em Cristo.
3. A fonte dessa unidade é Cristo. A expressão “em Cristo”, ou “com Cristo”, foi utilizada várias vezes nessa epístola para mostrar o que Deus realizou por nós e pelo Universo mediante a vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Essa será plenamente manifestada somente no fim dos séculos.
4. Paulo, em Efésios 1:3-14 afirma que Cristo… 1- nos tem abençoado com toda sorte de bênçãos espirituais;  2- nos escolheu antes da fundação do mundo para sermos santos e irrepreensíveis perante Ele;  3- em amor, nos predestinou para Ele, para a adoção de filhos por meio Dele, segundo o beneplácito de Sua vontade para louvor da Sua graça que nos concedeu gratuitamente;
5. Continuação –  em Cristo …  4- temos a redenção, pelo Seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da Sua graça;  5- Nele, fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas;  5- fomos selados com o Espírito Santo da promessa;  6- Ele é penhor da nossa herança até ao resgate da Sua propriedade, em louvor da Sua glória.
6. Como vimos, Deus decidiu nos adotar como filhos e filhas. Ele nos escolheu para que fôssemos Seus representantes para o mundo. Logo, pertencemos à família de Deus. Deus sempre desejou reunir toda a humanidade em Cristo. E na família de Deus, Jesus não oferece nenhum status especial a ninguém: TODOS somos FILHOS de Deus, igualmente amados e estimados.
7. Não podemos nos confundir em relação à predestinação. Deus nos escolheu para a salvação. Ele elaborou o plano da salvação antes da fundação do mundo para que TODOS fossem salvos. Deus é Deus, e sabe antecipadamente, quem aceitará Sua oferta de salvação, mas não predetermina a decisão de ninguém.
8. A salvação é oferecida a toda a humanidade por causa do que Cristo fez por nós. O que é mais importante:  – qual será nossa resposta a essa oferta? Uma grande verdade: DEUS NÃO FORÇA ninguém a aceitar a salvação.
9. Deus deseja que todos se salvem. Para isso, enviou o Seu Filho, Jesus Cristo para o resgate do homem. Os que se perderem perecerão porque se recusaram a ser adotados como  filhos de Deus mediante Cristo Jesus.
10. O antigo templo de Jerusalém tinha uma parede para separar as partes do templo acessíveis apenas aos de etnia judaica. Nessa parede havia uma inscrição proibindo os estrangeiros de ultrapassar, sob pena de morte.
11. Paulo convocou os efésios a lembrar como era a vida deles antes de receberem a graça de Deus em Cristo. As diferenças étnicas, culturais e religiosas criaram inimizade e conflitos entre os grupos de pessoas.  – Qual é a boa notícia? Em Cristo, somos todos UM; temos um Salvador e Senhor em comum.
12. Efésios 2:14  Paulo afirma que “Cristo é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derrubado  a parede de separação que estava no meio, a inimizade”.
13. Paulo foi prático quando apelou aos efésios. Efésios 4:1
A unidade entre judeus e gentios, entre pessoas de diferentes culturas e etnias, não é mito nem teoria; é uma realidade que exige que andemos de modo digno da vocação a que fomos chamados.
14. O que significa andar de modo digno no nosso chamado em Cristo?
Andar com toda humildade e mansidão, com longanimidade ou bondade, suportando-nos uns aos outros em amor. Devemos também nos esforçar cuidadosamente para preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz.
15. O amor em ação preserva as relações entre fiéis, promove a paz e a unidade na comunidade cristã e influencia o mundo.
16. A unidade na igreja manifesta o amor de Deus para que as pessoas possam testemunhá-Lo. A igreja é chamada a ser essa testemunha, especialmente em momentos de conflitos, divisões e guerras.
17. Outro apelo de Paulo: “Há somente um corpo e um Espírito, como também foste chamados numa só esperança da vossa vocação. Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos”. Ef 4:4-6
18. Divisões na igreja desonram a religião de Cristo diante do mundo, e dão ocasião aos inimigos da verdade para justificar seu procedimento.
19. O apelo de Paulo serve para nós hoje. Era desígnio de Deus que chegasse até nós. Podemos refletir:  – o que estamos fazendo para preservar a unidade na nossa igreja?
20. Como explicar “a graça foi concedida a cada um de nós segundo a proporção do DOM de Cristo”. Ef 4:7  A salvação é um dom, concedido a todas as pessoas; alguns dons espirituais são dados a determinadas pessoas para um propósito especial. Por exemplo, nossos líderes da igreja. “Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres”. Ef 4:11
21. Os líderes da igreja são necessários para nutrir, promover e incentivar a unidade, e habilitar o povo de Deus para alcançar os perdidos. 
22. Paulo nos lembrou de que nenhum cristão está sozinho neste mundo e que formamos uma comunidade de fé com líderes espirituais para encorajar uns aos outros em nossa jornada em comum.
23. Juntos, somos parte do corpo de Cristo.
24. O cristianismo é uma religião de relacionamento Com Deus e de uns com os outros. Não faz sentido ter uma ligação profunda com o Senhor sem impactar positivamente nos relacionamentos com as pessoas ou ter um comportamento “briguento, antipático ou de intolerância”; cristianismo não pode ser vivido de maneira isolada.
25. Paulo nos orienta para nos sujeitar uns aos outros e relaciona essa atitude usando a expressão “enchei-vos do Espírito”. Isso se refere à ação de humildade e consideração que devemos ter em relação às pessoas, uma demonstração da atuação do Espírito em nosso coração.
26. Em certa medida, a unidade na igreja depende da unidade no lar. Paulo enfatizou que a unidade, o amor e o respeito que devem existir entre marido e mulher deve ter como o exemplo o amor abnegado de Cristo para com a Sua igreja.
27. Concluindo, o amor e o respeito no lar entre mulher e esposo,  filhos e pais, na igreja e no relacionamento entre empregados e empregadores devem se espelhar ou devem seguir o exemplo  do amor de Cristo pela Sua igreja.

Bondoso Deus, reconhecemos a importância do amor, da unidade no nosso lar, nos nossos relacionamentos e na nossa igreja. Precisamos aprender amar uns aos outros como Jesus amou a Sua igreja. Precisamos ser humildes e nos encher do Espírito. Venha nos ajudar. Amém!

Feliz Sábado! Sejam felizes! Estudar a Bíblia faz bem!
Um abraço!

Texto elaborado por Dalva Amélia de Castro Menezes, professora adventista aposentada e membro da Igreja IASD do UNASP – SP.