Vivo não mais eu

 

Querendo ou não, somos parte do grande conflito. Muito mais do que fazer parte do, somos o grande motivo da disputa do conflito que envolve o Planeta Terra.

Ao mesmo tempo que o inimigo tenta destruir tudo e todos, nosso Grande Comandante, o Senhor Jesus, nosso Amado Salvador, batalha por nós com todas as suas forças.

Qualquer pessoa que quiser vencer a batalha da vida, pode vencer na força do Senhor Jesus.

Paulo, o grande apóstolo, afirmou: “Posso todas as coisas, naquele que me fortalece”. Filipenses 4:13.

Não é simplesmente dizer, eu posso! Por detrás da afirmação de Paulo, existe uma estratégia de luta, que é indispensável, para quem deseja vencer.

Quando se pergunta quantos desejam ser vencedores, todos se manifestam positivamente. Mas, e se a pergunta fosse, quantos estão dispostos a viver de acordo com a estratégia de um vencedor, qual seria o resultado?

Tenho minhas reservas, porém não posso me furtar à responsabilidade de expor qual é a estratégia correta para ser um vencedor no grande conflito da existência.

O próprio apóstolo Paulo deu a receita. Ele afirmou: “Já estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.

Gálatas 2:19-20.

Veja que para vencer, primeiro é preciso renunciar. Ou você acha que quem ganha uma medalha numa olimpíada, paralimpíada, ou outra importante competição não teve que deixar para trás muitas coisas?

O primeiro passo é permitir-se ser crucificado com Jesus. E então permitir que Jesus viva sua vida através da nossa vida pela fé.

O segredo da vitória não está em nossa força e nem mesmo em nossas habilidades, mas em Jesus que vive em nós.

Quando Jesus, “Eis que estou à porta e bato”, Apocalipse 3:20, Ele está apresentando a estratégia a ser seguida. O resultado disso está no complemento do verso: “Se alguém abrir a porta, entrarei em sua casa, cearei com ele e ele comigo”.

O ato de cear, comer juntos, significa estreito relacionamento, nesta vida e finalmente na eternidade, quando Deus oferecerá uma grande ceia.

Hoje eu desafio você para que permita a Jesus viver em sua vida, e você também possa dizer como Paulo, “Vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim”.

Deus seja louvado!

 

Neumoel Stina

Pastor Sênior da IASD do UNASP, Campus São Paulo

E-mail: pastorstina@gmail.com

Twitter e Instagram: @pastorstina

Site: www.stina.com.br