Uma nuvem… de testemunhas

YouTube-icon-full_color clique aqui e assista essa mensagem em vídeo

Hebreus 12:1-2, “Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus”.

Não estamos sós, você, eu e todos os habitantes do Planeta. Todos nós temos a rodear-nos uma grande nuvem de testemunhas.

Quem são tais testemunhas?

São seres terrenos e celestiais. Não estou falando de ufologia e nem mesmo de extraterrestres; refiro-me aos anjos e aos seres dos mundos não caídos.

Os anjos de Deus nos contemplam, mas os anjos do mal também estão à nossa volta.

Entre os seres humanos há aqueles que são do bem, mas existem aqueles que são do mal.

Participamos todos de uma grande corrida, que é a corrida da vida e da salvação.

Muitos torcem por nós e nos ajudam, mas muitos também são contra nós e fazem o possível e o impossível para nos atrapalhar.

É claro que essa abordagem não é a única que podemos perceber no texto, mas, dentro desse pensamento, a recomendação é que nos livremos de todo peso e também do pecado que nos agarra como uma tenaz.

Então, livres do peso e do pecado, poderemos correr com perseverança a carreira que nos está proposta. Para que tenhamos sucesso, devemos manter o olhar fixo em Jesus que é o autor e também o consumador da fé.

Há um outro ponto de vista que eu desejo expor aqui. Não podemos nos esquecer que ajudamos a escrever a história enquanto vivemos.

Na Batalha das Pirâmides contra os Mamelucos, a fim de motivar seu exército, que em número era menor que os inimigos, Napoleão Bonaparte  disse: “Soldados, do alto destes monumentos, quarenta séculos de história nos contemplam”.

A nuvem de testemunhas representa também, figuradamente,  todos que nos antecederam e que foram fiéis a Deus porque nós estamos continuando onde eles terminaram. É fácil pensar assim, basta entender que depois de falar de todos os heróis da fé, Paulo diz: “Portanto também nós”.

Essa expressão é como que um elo de ligação com os heróis do passado, mas é, também, um elo de ligação com as próximas gerações. Louvado seja Deus!

Assim, de uma maneira ou de outra, uma nuvem de testemunhas nos rodeia. É um privilégio e, também, uma responsabilidade. Deus nos abençoe para que escrevamos uma linda história com Jesus!

Neumoel Stina
Pastor Senior da IASD do UNASP, Campus São Paulo
E-mail: pastorstina@gmail.com
Twitter e Instagram: @pastorstina
Site: www.stina.com.br