Nem peregrinos, nem estrangeiros, mas cidadãos!

Nem peregrinos, nem estrangeiros, mas cidadãos!

Nos últimos anos milhares de haitianos chegam ao Brasil como imigrantes, vindo especialmente pelo estado do Acre. Muitos destes acabam desembarcando em São Paulo em busca de trabalho e de uma vida melhor.
Vivem de modo muito precário e até conseguirem trabalho e estabilidade passam por muitos sofrimentos.
Tudo porque são estrangeiros, peregrinos. Não pertencem ao Brasil.
De modo semelhante os cristãos, que não são deste mundo, vivem como estranhos, como peregrinos, como estrangeiros.
E é verdade, pois nossa pátria está no céu, como diz Paulo em Filipenses 3:20, “A nossa pátria está nos Céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo”.
E mais do que isso, o Evangelho ensina que nós somos filhos de Deus, conforme João 1:12, “Mas a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no Seu nome”.
Assim, não necessitamos mais viver como estrangeiros, porque pertencemos ao dono do Universo. Em qualquer país, em qualquer lugar, em qualquer situação somos filhos de Deus.
E como filhos do Pai celeste conseguimos entender o que está escrito em Efésios 2:19, que diz: “Assim, já não sois estrangeiros nem peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus”.
É uma glória pertencer à família de Deus. Mesmo que estejamos vivendo como estrangeiros ou mesmo como peregrinos, pertencemos à família de Deus. E muito em breve Deus reunirá a família da terra com a família do céu. E pela graça de Deus nós estaremos lá.
Louvado seja o Senhor!

Neumoel Stina
Pastor Sênior da IASD do UNASP, Campus São Paulo
pastorstina@gmail.com
@pastorstina
stina.com.br