Amou Até o Fim

Amar é o mais sublime dos sentimentos. Basta dizer que o amor tem suas raízes no coração de Deus.

Jesus deu a mais clara demonstração de como devemos viver o amor.

Observe como João, o discípulo amado, inicia sua narrativa sobre o momento da ceia do Senhor, poucas horas antes da prisão de Jesus no Getsêmani: “Sabendo Jesus que havia chegado o tempo em que deixaria este mundo e iria para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim”. João 13:1.

O amor de Deus é incondicional, intencional, irresistível e acima de tudo ilimitado.

O que significa a expressão “amou até o fim”?

É como  dizer: Até se esgotarem todas as forças.

Isso foi o que Jesus fez. Amar de verdade é amar com todas as forças.

Quando um escriba perguntou a Jesus qual era o principal dos mandamentos, Jesus respondeu: “Ouve, ó Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças”. Marcos 12:29-30.
Perceba que Jesus não apenas falou, ele viveu o  amor.

Outra ideia que não podemos passar por alto, é o fato de que Jesus não amou apenas sua família e seus amigos. Ele amou até mesmo seus inimigos. A Bíblia diz que Deus amou ao mundo de tal maneira que deu Seu Filho Unigênito para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16).

Paulo disse: “A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, a não ser o amor”.  (1 Coríntios 5:13).

Vou concluir dizendo que o amor quando repartido, aumenta.

O amor de Jesus o levou às últimas consequências. Ele deu a vida por amor.

Da mesma forma como Deus nos amou em Cristo Jesus com todas as forças, nós, também,  devemos amar, assim, a Deus e ao próximo.

Que o senhor nos dê essa experiência!

 

Neumoel Stina
Pastor Sênior da IASD do UNASP, Campus São Paulo
pastorstina@gmail.com.br
@pastorstina
stina.com.br