Mateus 24 e 25

Vejam os itens mais importantes:
1. O escritor bíblico é Mateus e as palavras são de Jesus nos capítulos 24 e 25. Nesses capítulos, Jesus revelou verdades e ensinamentos importantes sobre o tempo do fim e sobre a preparação para esse fim.
2. Cristo, nesses textos também falou aos Seus seguidores das gerações futuras, incluindo especialmente a última geração, aquela que estará VIVA quando Ele retornar. Disse que o cenário não é muito agradável: guerras e rumores de guerras, pestes, falsos cristos, nação contra nação, reino contra reino, fome, terremotos, o amor se esfriará de quase todos. E ainda mais… o destaque, a perseguição da igreja de Deus.
3. Podemos confirmar a exatidão da profecia. Até hoje, 2018, todas as profecias descritas na Bíblia se cumpriram. E podemos crer que Jesus cumprirá também as profecias AINDA não cumpridas em nosso tempo.
4. Jesus não apenas advertiu sobre o que estava por vir. Ele contou parábolas que, se forem ouvidas e colocadas em prática, prepararão Seu povo para a Sua Vinda.
5. Não precisamos ter medo. Tempos difíceis virão, mas o Senhor preparará um povo para encontrá-Lo quando Ele voltar. Um povo? = vocês e eu!
6. “Uma preocupação de Jesus” = enganos que confundiriam Seu povo ao longo dos séculos, até o tempo do fim. Um desses enganos são os falsos profetas e falsos cristos.
7. Alguns falsos profetas alegarão representar Cristo; outros reivindicarão ser o próprio Jesus. E mais grave – muitas pessoas acreditarão neles.
8. No contexto da confirmação da fé, Jesus descreveu a condição do mundo. Em diversas ocasiões na história da Terra desde Cristo, as pessoas puseram sua esperança em coisas que eliminariam ou pelo menos reduziriam muito os sofrimentos e a aflição da humanidade. Exemplo: movimentos políticos, tecnologia, ciência ou razão – em um momento ou outro, as pessoas têm esperado que essas coisas introduzam uma UTOPIA na Terra.
9. Essa esperança citada acima, sempre tem se provado infundida. Cristo advertiu que essa “esperança” tem sido realmente um equívoco. Mateus 24:24 – Jesus disse: “[…] surgirão grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos”.
10. Jesus advertiu que os Seus seguidores sofrerão perseguição, tribulação e até morte. Serão odiados por causa do Seu nome, Mt 24:9; Ap 13:11-17 o apóstolo João escreveu que o povo de Deus sofrerá momentos difíceis. Muitos que espontaneamente adoram o Deus verdadeiro, serão obrigados a adorar a “besta” e receber a marca, o nome ou o número da besta; caso contrário, não poderão comprar ou vender…
11. Como cristãos sinceros, vamos permanecer fiéis até o fim. Não adoraremos a besta! Vamos nos preparar HOJE para esses momentos futuros.
12. Jesus contou a parábola de um homem que edificou sua casa na rocha; quando caiu a chuva, sopraram os ventos fortes, a CASA NÃO CAIU. E falou também de um homem que edificou sua casa sobre a areia. Quando caiu a chuva, sopraram os ventos fortes, a CASA CAIU. Mt 7:24-29
13. Jesus fez uma promessa – Mt 24:13 “Aquele que perseverar até o fim, esse será salvo”. É fundamental estarmos firmados na rocha, que é Cristo e Sua Palavra, e obedecer.
14. Conhecermos intelectualmente a Bíblia não é suficiente para permanecermos fiéis em meio às provações que enfrentamos. Devemos PRATICAR o que aprendemos, ou seja, devemos obedecer à verdade como ela é em Jesus.
15. Ellen G. White escreveu: “Nenhuma pessoa, a não ser os que fortaleceram a mente com as verdades da Escritura, poderá resistir no último grande conflito”.
16. Deus declarava abominação uma transgressão grave de Sua lei: exemplo: idolatria Dt 27:15; práticas sexuais imorais Lv 18:22.
17. Em Mt 24:15, Cristo mencionou a “abominação da desolação”, uma imagem do livro de Daniel (7:27, 11:31,12:11). Jesus estava falando de uma grave transgressão da lei = apostasia religiosa. Jesus estava falando da destruição de Jerusalém.
18. Jerusalém foi destruída em 70 d.C, quando Roma pagã destruiu não só a cidade, mas também o templo sagrado.
19. Em Daniel 12:11 e 11:31, a abominação da desolação aparece relacionada à última fase de Roma, o período papal, representado “pelo chifre pequeno”. Podemos confiar na intervenção de Deus em favor de Seu povo nos últimos dias.
20. Em Mateus 25 Jesus falou da preparação para o tempo do fim. Ele contou a conhecida parábola das dez virgens.
21. Algumas considerações sobre a parábola das dez virgens: cinco eram tolas e cinco eram prudentes: a- todas eram cristãs; b- no conflito, elas não estavam ao lado de Satanás; c- são comparadas ao reino dos Céus; d- todas adormeceram; e- todas tinham lâmpadas; f- todas aguardavam ansiosamente a vinda do noivo; g- quando houve um atraso, todas adormeceram; h- na calada da noite, todas foram despertadas: o noivo estava chegando.
22. A grande diferença: quando o noivo estava chegando, as cinco virgens tolas perceberam que suas lâmpadas estavam se apagando e tinham pouco azeite, mas não o suficiente para o encontro com o noivo. Essas não participaram da festa…
23. O que essas 5 virgens tolas representam? representam os cristãos esperando a volta de Cristo, mas têm uma experiência superficial com Cristo. Eles têm um pouco de azeite, isto é, alguma atuação do Espírito Santo, mas a chama é vacilante.
24. “Esses cristãos (virgens tolas) não conhecem a Deus, não estudaram Seu caráter e não tiveram comunhão com Ele; por isso, não sabem como confiar, olhar e viver”, palavras de E.G. White.
25. Jesus também nos ensina com a parábola dos talentos – Mt 25:13-30 a usar nossos talentos corretamente para nos preparar para a Sua volta.
26. Os talentos ou dons foram confiados a cada um segundo a sua capacidade. Todos os servos haviam recebido bens de seu mestre e eram responsáveis por esses recursos.
27. O que significa? Jesus estava falando de aspectos espirituais. Os dons espirituais vêm do Espírito Santo. Os dons nunca são recebidos sem o Doador. As pessoas recebem o seu dom ao receberem o dom maior: Espírito Santo.
28. Os dons já são nossos em Cristo, mas nossa posse efetiva depende do nosso recebimento do Espírito Santo e ENTREGA ao Senhor. Logo, não devemos apenas preservar o que recebemos, mas precisamos encontrar novas maneiras de multiplicar as dádivas recebidas se realmente nos entregarmos inteiramente a Deus.

Senhor Jesus, somos agradecidos a Ti pelos ensinamentos e advertências para nos prepararmos para o tempo do fim. Aguardamos ansiosamente a Tua Vinda. Amém.

Feliz Sábado! Sejam felizes! Estudar a Bíblia faz bem! Um abraço!
Texto elaborado por Dalva Amélia de Castro Menezes, professora adventista aposentada e membro da Igreja IASD do UNASP – SP.

Link para a lição completa: http://mais.cpb.com.br/licao-adultos/